Policias e ladrões e bicicletas e leis descabidas

À pouco ao passar uma vista de olhos pelo Goolge Reader li duas noticias distintas em dois cantos do mundo. Uma, vinda de NYC e lida no bikehacks, conta que um ciclista novo em NYC foi preso por andar em cima dos passeios e não ter identificação consigo. Quando o individuo deu aos policias o numero da mulher para ela trazer identificação, sendo um numero de Pennsylvania, as autoridades responderam que não faziam chamadas de longa distancia. Acabou por passar a noite na prisão e os familiares sem saberem do seu paradeiro. Tudo bem que não devemos andar em cima do passeio e somos obrigado a trazer identificação mas é preciso um pouco de bom senso em cada caso.
Outra noticia, esta cá mais perto de nós, conta que um grupo de indivíduos assaltou casais de namorados perto da Pateira em Óis da Ribeira e em Espinhel. A GNR acabou por interceptar o grupo e o que é que acontece? Um, de 15 anos e etnia cigana é entregue aos pais, outro foi detido e outro fugiu. Gostava de saber porque é que o mais novo foi entregue aos pais!! Mas ele não teve idade suficiente para andar a assaltar pessoas e ameaça-las de morte? Não tem também idade suficiente para apanhar uns dias de prisão e quem sabe, vá para não ser muito violento, a cara esmagada contra uma rede de arame farpado?
Raio de leis, raio de agentes de autoridade. É tão grave andar de bicicleta como roubar e matar. Muitas vezes tenho medo de andar de bicicleta sozinho ou a par. Muitas vezes tenho medo de fazer percursos pedestres. É este medo que as autoridades não conseguem evitar e assim vamos indo à espera de apanhar um tiro nos cornos, uma facada nas tripas ou um carro no corpo todo. Porque o carro é a arma mais mortífera ao alcance de qualquer um. Esse, o carro, pode matar e circular onde bem entender.

Autor: rui

Partilha no

Comenta:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *