PR1 Rota de Manhouce – São Pedro do Sul

Manhouce é um pequeno lugar pertencente ao concelho de São Pedro do Sul, serra da Gralheira, um daqueles lugares onde o tempo teima em não passar depressa. Placas de xisto gravadas identificam cada um dos edifícios, também eles na maioria, de xisto. Graças à via romana de Porto a Viseu, este foi um lugar marcado por uma mistura de culturas. Importa ainda referir que esta é a terra de uma ilustre desconhecida. Isabel Silvestre empresta a voz à musica Pronuncia do Norte.


Trilho Manhouce

Este é um percurso que fiz em grupo, coisa que não fazia à bastante tempo. A companhia dos membros do Tocacaminhar alegrou todo o caminho. Percurso circular com cerca de 16kms e algum declive, demora umas horas a ser percorrido. Fizemos o percurso no seguinte sentido: Manhouce, Quinta das Uchas, parque de merendas, Gestosinho, Bondança, Salgueiro, Malfeitoso, Lageal.
O PR1 Rota de Manhouce começa em frente à escola primária. Não muito longe dali atravessamos uma pequena ponte que impressiona pela altura. O trilho logo nos manda para fora de estrada, como se quer, para visitarmos o rio e as suas cascatas que da ponte nos pareciam distantes. O encanto dos pequenos poços criados pela força da água é tentador mas ainda não estamos em alto verão para poder molhar o pézinho. De notar que ao longo de todo o percurso são vários os moinhos abandonados que se podem avistar pelas margens dos rios e ribeiros.
A partir daqui é sempre a subir, atravessando alguns terrenos de pastoreio com cabras amistosas. Dependendo do ritmo da caminhada chegamos a um simpático parque de merendas a tempo de um almoço que, depois da longa subida, sabe muito bem. Nesta altura do ano, se o dia não for dos mais quentes, é melhor não demorar muito à sombra das árvores para o corpo não arrefecer demasiado.
Este parque é um pequeno desvio ao percurso mas, não fosse um companheiro que já tinha feito o trilho, é complicado acertar no caminho certo devido à falta de sinalização! Esta é uma constante negativa ao longo de todo o trilho provocando pequenos enganos.
De novo no trilho, começa a caminhada em direcção à zona mais rochosa do percurso e também a mais interessante.

Socalcos

Desde largos estradões, com vista para os montes, onde pasta gado bovino à solta (não assustar os animais) a pequenos caminhos ladeados por pedras cobertas de musgo a paisagem é um regalo. Em Bodança passa-mos por uma curiosa reserva de Azevinhos que circundamos por estrada de pedra em direcção à aldeia.
A chuva ameaçou a caminhada e por breves momentos fizemos abrigo de uma garagem numa das pequenas localidades por onde passa o trilho. Estas localidades tem muitas vezes em seu redor socalcos verdejantes que dão um encanto humanizado à paisagem.
Percurso recomendado!
Localização do PR1 – Rota de Manhouce
Folheto do PR1 – Rota de Manhouce capa e interior.

Autor: rui

Partilha no

Comenta:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *