PEUGEOT BB1 Greenwash

Ora mas quando é que o povo se convence que os carros eléctricos não são solução para ninguém. Certo que a carteira irá ter mais uns tostões que sobram da gasolina que não se compra. Certo que não são poluentes… esperai, então como são fabricados? A sua construção não polui? Claro! E muito! E o que fazer com as baterias a longo prazo? O automóvel não vai deixar de existir, nem deve. Seja movido a que combustível for. Não podemos é olhar para ele como solução de mobilidade urbana. Deve estar guardado na garagem para as deslocações onde os transportes públicos não cheguem. Deve ser usado em caso de verdadeira necessidade (no meu caso para visitar os família que vive em aldeias onde não se chega de outra maneira). Deve ser utilizado como último recurso e não como o pão nosso de cada dia. Todos sabemos, ou pelo menos os conscientes, que um carro eléctrico, mesmo pequeno como este, não vai deixar de provocar engarrafamentos, stress e mais umas quantas maleitas. A cidade não precisa de carros!
Posto isto, porque raio é que a Peugeot faz um vídeo publicitário do seu futuro carro eléctrico rodeado de bicicletas fixed gear? Em que é que se podem comparar? Por ventura a bicicleta usa baterias? Por ventura o carro faz movimentar o nosso corpo de maneira a prevenir doenças como a bicicleta faz? Juro que não percebo este vídeo. Tudo o que vejo é uma jogada de marketing de muito baixo nível.

Já agora, para quem se estiver a questionar, uma bicicleta fixed gear é uma bicicleta sem roda livre ou seja com uma transmissão directa. A aceleração e travagem são ambas feitas com a força das nossas pernas. Será escusado dizer que não se pode parar de pedalar como numa bicicleta normal. É o expoente máximo da simplicidade num transporte humano. Coisa que um automóvel nunca será.
Alguém sente o mesmo que eu ao ver o vídeo?

Fixed Gear

Fixed Gear

Autor: rui

Partilha no

Comenta:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *