Bicicleta antiga pasteleira Raleigh tipo Roadster

Às vezes acho que não deveria adquirir mais bicicletas até acabar de reparar e recuperar as que tenho. Mas depois surgem os bons negócios, as bicicletas lindas que saltam ao olho e nos fazem babar. Foi o que aconteceu com esta bicicleta Raleigh roda 28. A minha primeira bicicleta pasteleira verdadeiramente interessante!
Digo Raleigh sem saber muito bem se estou certo. Em principio é mas a falta do head badge e a falta de furação na testa do quadro para colocar o mesmo faz-me alguma confusão. Disse-me o dono que lhe tinham dito em tempo que é uma bicicleta antiga de 1932. Sem maneira de o confirmar olhei para ele e encolhi os ombros. Certamente recente não é mas confirmar o ano correcto isso já é outra história. O cubo de mudanças Sturmey Archer K5 coloca-a realmente nos anos 30, que para mim já é uma alegria. Já o numero de série Y6138 não corresponde com qualquer numeração Raleigh que tenha encontrado na web, a menos que as não saiba interpretar. Tanto a forqueta, pedaleira e suporte farol são Raleigh. Os pedais tem uma inscrição dificil de decifrar mas estou em crer que são originais. A campainha é uma Lucas THE CHALLIS mas está também toda amassada do uso. Só por causa de uma inscrição no manipulo se lá chegou. O selim já não é original pois é um Socal, feito em Águeda. Guarda corrente não trazia mas poderia ser assim de origem. No grupo eléctrico falta o dínamo e também não faço ideia da marca do farol e farolim. Também é estranho que nenhum dos componentes tenha gravado o emblema Raleigh ou outro qualquer. Ao que eu acho verdadeiramente muita graça nesta bicicleta é o selector de mudanças Sturmey Archer tipo quadrante. Foi isso que me saltou à vista e dá-lhe um ar sábio! Hoje fui dar uma volta de 4 ou 5 kms com ela. Mesmo a precisar de mimos ainda funciona. É realmente alta, pedalamos sentados sem a mínima curvatura nas costas e é difícil fazer curvas apertadas. Depois de nos habituarmos dá vontade de passear o dia todo! É uma verdadeira bicicleta Roadster, categoria onde se insere. Eram bicicletas feitas para durar sem pensar no peso, por exemplo, para trabalhar no campo. Sim, é muito, muito pesada e para a carregar para o apartamento como eu faço não é fácil.
Esta bicicleta antiga não vai ser restaurada esteticamente. É impossível reproduzir aquela cor e textura. A bicicleta vai ser limpa e revista mecanicamente, só isso. Para quem tem uma decoração em casa com vários elementos antigos esta bicicleta não fica mal, é extremamente elegante. Esta passa a ser também a minha bicicleta mais antiga.
Seja como for lá que é uma bicicleta imponente lá isso é. Quase que não chego aos pedais!

Autor: rui

Partilha no

7 Comentários

  1. Lindissima! 🙂

    [Responder]

    usaralho Resposta:

    Obrigado! 😀 Por acaso sempre que passo no corredor tenho que olhar para a bicicleta uns segundos. Sim, porque está dentro de casa! Assim como todas as outras 😛

    [Responder]

    Brlac Resposta:

    Olá, estou vendendo uma monark positron 10 por R$1.000,00 reais. A bicicleta está novinha, inteiramente original e preservada. Tem interesse de comprá-la?
    Grato,
    Bruno.

    [Responder]

  2. tenho uma parecida!

    [Responder]

    Pablo Guevara Resposta:

    Yo tube raleigh amarilla de 5 velocidades cuando yo estaba 6 grado

    [Responder]

    Amilcar Antonio Aguilar Baires Resposta:

    he conseguido dos, una mountain byke e una roadster, la primera esta perfecta es de 1964, la otra es de 1958, pero la tengo que pintar, y el asiento, ya no tiene el cuero.

    [Responder]

Comenta:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *